Nosso ritmo – 7

Suspirei, como se eu tivesse levado um soco no estomago naquele momento, e pior era saber que teria doido bem menos do que se eu realmente tivesse o tomado. 
A questão não era que eu iria me meter em um grande escândalo –novamente –e atrairia –novamente- todas as atenções pra mim, mas sim que minha paz acabou nesse exato momento. 
Eu sei que ser famosa é pedir pra isso acontecer e você não pode manter um segredo –a não ser que seja bastante intimo –você não pode manter um relacionamento longe das “câmeras” e “revistas”. 
Mas.. Depois de todo aquele PR que eu tive com Austin, eu vi que não era isso que eu queria. 
Eu não queria câmeras 24h por dia em cima de mim, fotografando cada coisa que ele me desse, ou filmasse cada momento meu com ele. Eu não queria isso e não quero. 
Logo quando eu achei que teria uma paz do assédio, paz de toda confusão, perseguição.. Ele dá a volta em cima de mim, e me surpreende completamente. Digo.. Eu não esperava isso, cara, não mesmo. 
Esperava ele estar namorando uma super modelo e me pegando escondido.. esperava qualquer coisa. 
Agora ferrar a MINHA imagem pra ELE se manter no “topo” e nos “assuntos populares” até nas férias, onde poderia ser esquecido apenas por alguns minutos? Isso só prova o quão idiota ele ficou depois de todo esse tempo. 
-Meu Deus. –Depois de tanta coisa vindo em minha cabeça, tantas cenas que me lembrei da ultima vez em que estivemos juntos, eu finalmente consegui voltar a realidade. 
E era nua e crua. Eu tenho que mostrar que sou bem mais do que isso. Novamente. 
-Voce ainda não tinha visto, não é? –Balancei a cabeça negativamente assim que Trayce disse, cruzando os braços –Imaginei. 
-Eu não vi ninguém por perto, eu.. 
-Voce que o chamou pra sair? –Balancei novamente a cabeça –Então isso responde suas dúvidas, certo? 
Eu apenas assenti, e fui pro meu quarto. Jane estava lá, sentada na cama, mexendo no celular. Ela me lançou um olhar bem piedoso na hora que entrei e olhei pra ela, mas ambas não falamos nada. 
Não tinha mais o que falar nessa altura do campeonato. 
Austin:
Eu havia acabado de sair pra ir ao treino com meu pai, e –graças a Deus –ele não questionou sobre meu atraso ou algo do tipo. Pelo contrário, ficou bem quieto, o que me deixou completamente inquieto.
Assim que chegamos a uma propriedade privada dele, seus amigos nos esperavam e logo depois que todos nos cumprimentamos.
 Um amigo dele, Josh, veio dar tapinhas em meu ombro ao dizer: 
-É meu rapaz.. Pelo visto a noite de ontem foi boa, ein? –Franzi o cenho –Voce ainda não viu a TMZ? 
-Não? 
Josh deu uma risada, balançando a cabeça e logo depois voltou com uma revista em suas mãos. Na qual eu e Stella éramos a capa em destaque, com uma manchete maldosa e nossas fotos nos beijando. 
Não acredito que finalmente quando as coisas estavam indo tão bem, algo viria e estragaria tudo. 
-Mas que merda é.. 
Meu pai chegou ao meu lado, olhando a capa da revista e não falou mais nada. 
-Por que você não me avisou? –Cuspi as palavras furiosamente olhando pra ele e jogando a revista no chão –Por que não me avisou que eles estavam aqui?
-Eu não os vi, filho.. 
-MENTIRA! Você sabe muito bem quando uma Empresa de fofocas grande como a TMZ está presente em locais isolados como esse aqui. VOCE SABIA!
Ele não falou nada, apenas ergueu a sobrancelha e voltou a jogar com seus amigos. Uma atitude completamente fria, apenas pra demonstrar que era ele mesmo quem tinha chamado os paparazzis pra praia.
É claro, meu pai era o maior competidor quando se tratava de publicidade em Holywood, ele não desistiria até meu nome não sair do topo. 
Mas comigo agora seria completamente diferente. 
Tirei o boné do time, e o casaco e as luvas. Joguei tudo no chão e saí correndo pra fora do parque. 
-Austin? Austin, onde você está indo? VOLTE LOGO AQUI, GAROTO –Meu pai gritava. 
Apenas me virei, e falei: 
-Voce se esqueceu que quem cuida dos meus negócios agora sou eu, papai. 


Uiuii ele ficou boladão ele! A partir de semana que vem começarei a postar 2 capítulos dessa história e uma nova!Fiquem tranquilos que ainda vem muito por aí…Besin besin, Giulia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *