• Especial: Dia Mundial do livro

    Oi, gente, tudo bem?!

    Então, como vocês já devem estar cientes, hoje, dia 23 de Abril, é dia mundial do livro. Eu não poderia deixar de vir trazer um post para vocês com as melhores promoções da AMAZON! Vamos lá?

    Esse post foi criado pelo site tecmundo.

    Se você não abre mão de um livro físico e está procurando o que ler, temos uma lista com 10 sugestões de livros por menos de R$ 15. A lista possui ficção, terror, auto-ajuda, suspense e muito mais. Confira.

    Livro A garota do lago, Charlie Donlea 8,90.

    Sinopse: Summit Lake, uma pequena cidade entre montanhas, é esse tipo de lugar, bucólico e com encantadoras casas dispostas à beira de um longo trecho de água intocada.Duas semanas atrás, a estudante de direito Becca Eckersley foi brutalmente assassinada em uma dessas casas. Filha de um poderoso advogado, Becca estava no auge de sua vida. Atraída instintivamente pela notícia, a repórter Kelsey Castle vai até a cidade para investigar o caso. …E LOGO SE ESTABELECE UMA CONEXÃO ÍNTIMA QUANDO UM VIVO CAMINHA NAS MESMAS PEGADAS DOS MORTOS…E enquanto descobre sobre as amizades de Becca, sua vida amorosa e os segredos que ela guardava, a repórter fica cada vez mais convencida de que a verdade sobre o que aconteceu com Becca pode ser a chave para superar as marcas sombrias de seu próprio passado.

    Livro O homem mais rico da Babilônia, George S Clason 13,90.

    Sinopse: Com mais de dois milhões de exemplares vendidos no mundo todo, O homem mais rico da Babilônia é um clássico sobre como multiplicar riqueza e solucionar problemas financeiros. Baseando-se nos segredos de sucesso dos antigos babilônicos ― os habitantes da cidade mais rica e próspera de seu tempo ―, George S. Clason mostra soluções ao mesmo tempo sábias e muito atuais para evitar a falta de dinheiro, como não desperdiçar recursos durante tempos de opulência, buscar conhecimento e informação em vez de apenas lucro, assegurar uma renda para o futuro, manter a pontualidade no pagamento de dívidas e, sobretudo, cultivar as próprias aptidões, tornando-se cada vez mais habilidoso e consciente.

    Livro O morro dos ventos uivantes, Emily Brontë R$13,33

    Sinopse: Único romance da escritora inglesa Emily Bronte, O morro dos ventos uivantes retrata uma trágica historia de amor e obsessão em que os personagens principais são a obstinada e geniosa Catherine Earnshaw e seu irmão adotivo, Heathcliff. Grosseiro, humilhado e rejeitado, ele guarda apenas rancor no coração, mas tem com Catherine um relaciona- mento marcado por amor e, ao mesmo tempo, ódio. Essa ligação perdura mesmo com o casamento de Catherine com Edgar Linton.

    Livro Pequeno manual antirracista, Djamila Ribeiro R$13,90

    Sinopse:

    Neste pequeno manual, a filósofa e ativista Djamila Ribeiro trata de temas como atualidade do racismo, negritude, branquitude, violência racial, cultura, desejos e afetos. Em onze capítulos curtos e contundentes, a autora apresenta caminhos de reflexão para aqueles que queiram aprofundar sua percepção sobre discriminações racistas estruturais e assumir a responsabilidade pela transformação do estado das coisas. Já há muitos anos se solidifica a percepção de que o racismo está arraigado em nossa sociedade, criando desigualdades e abismos sociais: trata-se de um sistema de opressão que nega direitos, e não um simples ato de vontade de um sujeito. Reconhecer as raízes e o impacto do racismo pode ser paralisante. Afinal, como enfrentar um monstro desse tamanho? Djamila Ribeiro argumenta que a prática antirracista é urgente e se dá nas atitudes mais cotidianas. E mais ainda: é uma luta de todas e todos.

    * Prêmio Jabuti 2020 na categoria Ciências humanas. *

    1984 Capa comum – Versão integral, 1 janeiro 2021 – R$13,90

    Sinopse: Publicado em 1949, o texto de Orwell nasceu destinado à polêmica. Traduzido em mais de sessenta países, virou minissérie, filmes, quadrinhos, mangás e até uma ópera. Ganhou holofotes em 1999, quando uma produtora holandesa batizou seu reality show de Big Brother. 1984 foi responsável pela popularização de muitos termos e conceitos, como Grande Irmão, duplopensar, novidioma, buraco da memória e 2 2 5. O trabalho de Winston, o herói de 1984, é reescrever artigos de jornais do passado, de modo que o registro histórico sempre apoie a ideologia do Partido. Grande parte do Ministério também destrói os documentos que não foram revisados, dessa forma não há como provar que o governo esteja mentindo. Winston é um trabalhador diligente e habilidoso, mas odeia secretamente o Partido e sonha com a rebelião contra o Grande Irmão.

    Livro Ansiedade Como Enfrentar o Mal do Século, Augusto Cury – R$10,99

    Vivemos em uma sociedade de excessos. Somos bombardeados por informações que, na maior parte das vezes, não conseguimos absorver. Somos cobrados, pressionados, nos tornamos reféns da nossa mente. Essa situação alterou algo que deveria ser inviolável – o ritmo de construção de pensamentos -, gerando consequências seríssimas para a saúde emocional, o prazer de viver, a inteligência, a criatividade. Pensar é bom, pensar com consciência crítica é melhor ainda, mas pensar excessivamente é uma bomba contra a qualidade de vida e um intelecto criativo e produtivo.Em Ansiedade: como enfrentar o mal do século, o conceituado psiquiatra e psicoterapeuta Augusto Cury apresenta a Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA), uma das doenças mais penetrantes da atualidade. Ainda pouco conhecida por psicólogos e psicopedagogos, não raro a SPA é confundida com hiperatividade ou transtorno do déficit de atenção. Neste livro, você conhecerá os sintomas e as consequências desse mal bem, como as técnicas para enfrentá-lo e recuperar sua tranquilidade, emocional e mental.

  • SEBRAE oferece curso online gratuito de Marketing Digital

    Projeto visa auxiliar micro e pequenos empresários em tempos de crise econômica

    Oii, gente, tudo bem?! Bom, vocês sabem que eu amo trazer por aqui novidades de cursos online, gratuitos então… é comigo mesmo!

    Com o aumento do desemprego muitas pessoas já pensam em começar o seu próprio negócio para sobreviver à crise econômica impulsionada pela pandemia de Covid-19. Essa iniciativa requer noções sobre Empreendedorismo, para enxergar uma oportunidade pouco explorada no mercado e, principalmente, conhecer a área que se pretende atuar.

    Curso gratuito de Marketing Digital do SEBRAE

    O “Master digital: o Marketing Digital descomplicado” do SEBRAE tem como objetivo ensinar o que é realmente necessário para quem não tem nenhum conhecimento prévio sobre o marketing no meio digital. O curso é dividido em quatro módulos:


    1 – Ignição: por onde começar

    2 – Canais: segredos e orientações

    3– Conteúdo: o que, onde e para quem falar

    4 – Extras: como ir além do básico

    Estude com bolsas de estudo EAD

    Se você quer começar a sua graduação ou pós-graduação sem sair de casa, aproveite as bolsas de estudo EAD do Educa Mais Brasil! O programa oferece descontos de até 70% nas mensalidades em parceria com diversas instituições do país. Além do ensino superior, você encontra bolsas em cursos técnicos, idiomas, profissionalizantes, preparatórios para Enem e concursos, EJA e Educação Básica. Confira as oportunidades disponíveis e realize sua inscrição gratuita.

  • Como criar novos hábitos

    Oi, gente, tudo bem?! Eu tô aqui sempre falando sobre a melhor forma de criarmos novos hábitos e afins, bem, hoje venho trazer para vocês algumas dicas de como podemos de fato fazer isso, vamos conferir!

    Organize-se!

    Visualize seu novo hábito. O que você quer fazer? Quantas vezes na semana? Em que horário?! O que você precisará mudar, da sua rotina habitual, para encaixar essa nova atividade?! Se organizar nesse momento, antes de começar de fato, é muito importante.

    Planner

    O que sempre me ajudou muito é me organizar com planner: seja de papel, seja app no celular. Ver a frequência que estou fazendo aquilo me ajuda a me motivar mais e mais.

    Mantenha-se firme!

    Acredito que os primeiros dias sejam os piores: mas se mantenha firme. Ao concluir 1 semana fazendo aquilo todos os dias, certamente você já está no caminho certo.

    Fale sobre, motive outras pessoas

    Quanto mais você fala, torna aquilo real, mais você se sente motivado, acredite! Além disso ,você também poderá inspirar outras pessoas também! Então, procure conversar sobre, pegar dicas, motivar-se cada vez mais.

  • Feiras virtuais com faculdades estrangeiras

    The Student World realiza feiras virtuais com faculdades estrangeiras, palestras, oportunidades de bolsas

    Oi, gente, tudo bem?!

    Antes desse mundo de pandemia e todo o caos global que estamos vivendo, se tinha uma coisa que eu amava e esperava ansiosa por, eram as feiras de intercambio/bolsas de estudo para estudar fora. Nao sei, mas algo sobre isso me fazia manter vivo o sonho de adolescente frustrado de nunca ter feito intercambio, nem viajado para fora.

    Mas, como tudo tem um lado bom, eu nao poderia deixar de trazer para voces uma oportunidade, uma saida pra essa situaçao chata que nos assola:

    Feiras de intercambio virtuais

    O site conhecido como The student World vira e mexe organiza feiras de intercambio virtuais. E agora está se aproximando mais uma incrivel, com possibilidades de diversos destinos e +80 expositores (ou melhor, faculdades!)

    Nesse link voce pode se inscrever, e já digo logo: se antecipe, reserve sua vaga online e pouco antes da feira começar, entre no link! Ele pode ficar sobrecarregado e voce nao conseguir acessar de primeira, mas nao se preocupe. é so aguardar que em minutos te colocam para dentro!

    The Student World

  • Comunicadores de plantão: lista de livros para se ler na faculdade

    Oi, gente, tudo bem?! Hoje, esse post é especial para os estudantes de comunicaçao: irei indicar alguns livros para voces lerem durante a faculdade, e que me ajudaram muito.

    Manual de Redaçao da CBN

    Esse é um livro que provavelmente você vai ter que compra-lo em algum momento da faculdade.

    O livro contém dicas e normas de escritas para jornalistas para matérias, pautas. É um excelente livro para você fazer pesquisas durante a faculdade e até depois. Confira a sinopse:

    A Folha de S. Paulo lança uma edição inteiramente revista do Manual da redação, com várias e significativas novidades no conteúdo e no projeto gráfico. A elaboração do livro levou mais de dois anos e se guiou pelas transformações sociais e comportamentais dos últimos tempos, além das que se impuseram com a difusão da internet. Todo o conteúdo passou por revisão de especialistas. Pela primeira vez há uma seção dedicada ao comportamento do jornalista nas redes sociais. Também é novidade o capítulo “Estilo”, com recomendações para obter um bom acabamento nos textos. As regras gramaticais foram reunidas no capítulo “Língua Portuguesa”, com tabelas que deixam claras as normas do idioma e ajudam a evitar os erros mais comuns. Outros capítulos novos são “Ciência e ambiente”, “Educação”, “Tecnologia” e “Poder Executivo”, que se somam aos anexos “Economia”, “Matemática e estatística”, “Religiões”, “Saúde”, “Poder Legislativo” e “Poder Judiciário”, princípios, consolidada com o propósito de facilitar a assimilação pelo leitor. Adotado como guia de referência não só por jornalistas e estudantes, mas também por profissionais de outras áreas, o Manual da Redação da Folha de S.Paulo é, há vários anos, um best-seller no mercado editorial brasileiro.

    Vladmir Herzog

    Você que é jornalista sabe da importância de se falar da ditadura, do AI-5, e de tudo o que nossos colegas viveram nesses tempos terríveis. Pois bem, Vladmir Herzog foi um destes. Esse livro trás a biografia completa do que se passou com o jornalista e como ele se tornou um ícone no nosso ramo. Confira a sinopse:

    As duas guerras de Vlado Herzog, recorre as suas próprias memórias, além de leituras, depoimentos, e da apuração rigorosa do contexto em que a morte de Vlado ocorreu para reconstituir a verdade dos fatos por trás do dramático episódio. “Acompanhei, ao longo dos anos, praticamente tudo que se escreveu a respeito em jornais, revistas, livros e teses acadêmicas. A leitura de inúmeros textos levou-me à conclusão de que eu tinha uma dívida a pagar. Era preciso, em muitos casos, tentar repor a verdade dos fatos, preencher lacunas de informações, apontar inverdades e até omissões propositais. Escrever este livro tornou-se, para mim, uma tarefa irrecusável”, relata Dantas. O autor também resgata o corajoso papel desempenhado pelo Sindicato dos Jornalistas de São Paulo na denúncia de um assassinato cometido num aparelho do Estado. “Este livro é uma tentativa de reconstituição de um tempo ruim. Centrado nos tumultuados dias de outubro de 1975, quando a fúria dos agentes do lado mais escuro da ditadura militar golpeou a fundo a categoria dos jornalistas, ele mostra os acontecimentos do ponto de vista de quem os viveu intensamente. Eu, por exemplo, que não tenho dúvidas de que aqueles foram os dias mais angustiantes da minha vida”, afirma. O ponto de partida é a saga da pequena família Herzog em fuga desesperada da Iugoslávia para a Itália, durante os dias de horror da Segunda Guerra Mundial. Fugiam da guerra que despedaçava a Europa e da perseguição nazista aos judeus. Para trás ficou o que restava da família, em sua maior parte assassinada nos campos de concentração. Para sobreviver, o menino judeu Vlado Herzog aprendeu dolorosas lições de fuga. Ele vivia a sua primeira guerra. A segunda viveria no Brasil, país a que chegou aos 9 anos. A paz que ele e seus pais acreditavam ter encontrado aqui terminou um dia na escuridão de uma sala de tortura. “Ao escrever este livro, não tive a pretensão de esgotar o assunto, mas sim acrescentar novas informações e jogar um pouco mais de luz sobre o que se pode considerar um dos capítulos mais importantes da história recente do Brasil”, conclui Dantas.

    Todos os Homens do Presidente, de Carl Berstein e Bob Woodward

    Ouvi falar sobre esse livro a faculdade inteira, mas nunca tive a chance de lê-lo de fato. Mas sempre me foi passada a importância deste e como é uma leitura incrível.

    Confira a sinopse:

    Este livro reconstitui a investigação feita pelos jornalistas Bob Woodward e Carl Bernstein do caso Watergate, escândalo político que levou o presidente Richard Nixon à renúncia, em 1974. Em linguagem eletrizante e cinematográfica, os dois repórteres contam como ajudaram a revelar uma poderosa rede de espionagem e sabotagem montada dentro da Casa Branca contra políticos do Partido Democrata.

    Todos os homens do presidente obteve enorme sucesso de público e crítica quando foi lançado, pouco antes de Nixon renunciar. Dois anos depois ganhou adaptação para o cinema, estrelada por Robert Redford e Dustin Hoffman. Hoje, o livro é considerado um clássico do jornalismo e um marco histórico da liberdade de imprensa.

    Abusado – O Dono do Morro Dona Marta 

    Esse livro é quase que um clássico brasileiro, vocês precisam concordar. Também ainda não tive a oportunidade de lê-lo, mas com certeza está na minha lista.

    Confira a sinopse:

    Para se entender toda essa violência urbana instalada no Rio de Janeiro, é necessário compreender como pensam e como agem os criminosos que impõem o terror na cidade. Abusado, livro-reportagem de Caco Barcellos, é uma verdadeira lição sobre a lógica, os meandros e o modus operandi das grandes corporações criminosas que comandam o tráfico de drogas e outras atividades criminosas no Estado. Através da história de Juliano VP (codinome de um conhecido traficante carioca) – sua infância, adolescência, entrada e ascensão no tráfico de drogas na favela Santa Marta (em Botafogo, bairro de classe média) -, temos um retrato histórico da ocupação do morro pelo Comando Vermelho, principal facção criminosa no Estado, e da implantação de sua cruel disciplina.

  • 5 dicas para destacar suas habilidades no currículo

    Olá, tudo bem com vocês?!

    Hoje venho trazer algumas dicas de como destacar suas habilidades no currículo! Vamos lá?!

    1. Edite o currículo de acordo com a vaga pretendida

    Enviar o mesmo currículo para todas as vagas é um erro que costuma resultar em uma reprovação logo de cara. Na hora de se inscrever para qualquer processo seletivo, o mais importante é prestar muita atenção na descrição da vaga. Analisando essas informações, você consegue saber exatamente quais são as necessidades e prioridades da empresa.

    A partir disso, você deve escolher quais são as informações mais relevantes que devem ser apresentadas no seu currículo. Quais habilidades, experiências e resultados o deixam mais próximo do perfil desejado para aquela oportunidade específica de emprego.

    2. Escolha apenas as habilidades essenciais

    Depois de entender mais sobre a vaga, pense nos seus pontos fortes e escolha falar sobre os que mais se encaixam dentro do perfil desejado. Não adianta fazer uma lista gigante com dez habilidades diferentes só para deixar o currículo mais “bonito”. Isso não vai torná-lo mais atrativo. Pelo contrário, só irá mostrar que você é pouco objetivo..

    3. Não faça um currículo “enrolação”

    Continuando a falar sobre objetividade, pense que ao olhar para um currículo, os recrutadores querem encontrar só informações que realmente os ajudem a tomar uma decisão. Tudo o que não for essencial e estiver lá só para “encher linguiça” deve ser eliminado.

    4. Evite ser genérico demais

    Ao descrever as suas habilidades e experiências, faça isso da maneira mais específica e breve possível. Ao falar sobre o seu objetivo, por exemplo, pense em como o seu plano pessoal de carreira está vinculado com a oportunidade pretendida. As empresas valorizam o profissional que sabe aonde quer chegar.

    5. Busque ressaltar o seu diferencial

    Sempre que possível, tente encontrar e evidenciar habilidades suas que provavelmente não são tão comuns em outros candidatos. Por exemplo, se você sabe que um ponto fraco entre os profissionais da sua área costuma ser a inovação e tem resultados concretos que surgiram a partir de alguma iniciativa inovadora liderada por você.

    Fonte: portal Na Prática, da Fundação Estudar.

  • Networking na pandemia? Confira!

    Oi, gente, tudo bem?!

    Hoje venho trazer para vocês algumas dicas de como podemos fazer networking na pandemia, com todos os cuidados de distanciamento social!

    Você sabe utilizar sua rede de contatos? Para Maitê Lourenço, CEO da BlackRocks, o networking é essencial para o empreendedor, pois é a forma de estar no momento certo, na hora certa.

    “Ter o networking adequado é gerar cada vez mais possibilidade de negociação com quem está ali vivenciando aquele meio”, conta a empreendedora no episódio do podcast Como Cheguei Aqui.

    Por onde começar? Segundo a CEO, a primeira coisa é entender seu grupo de afinidade. Não só de empreendedores negros, como a BlackRocks. Isso também. Mas cada pessoa deve procurar grupos que tenham relação com o seu negócio.

    Os eventos não morreram. Pode ser um espaço físico para criar conexões, mas ela conta que ainda existem oportunidades para aprender mais sobre o ecossistema. Maitê dá como exemplo o Festival de Inovação da BlackRocks, que tem todo o conteúdo disponível gratuitamente no site da empresa. “Para ter conhecimento do que está acontecendo no mercado”.

    Presença forte online. No lugar de lamentar a falta de encontros presenciais, a CEO vê um lado positivo: as conexões virtuais tiraram barreiras para empreendedores de todo o Brasil. Por grupos de mensagem ou por conexões em redes sociais, ela defende que ainda é possível se relacionar e se inserir em novos espaços.

    Confira o podcast para aprender mais sobre:

  • Dicas de como conseguir uma boa vaga no mercado de trabalho

    Oi, gente, tudo bem?!

    Hoje venho trazer para vocês algumas dicas de como conseguir uma boa vaga no mercado de trabalho. Com a pandemia, muitos empregos foram perdidos, mas é hora de se reinventar, procurar o seu melhor!

    Em um mercado de trabalho cada vez mais disputado, a qualificação profissional, se torna um diferencial na hora de conquistar um emprego.

    O processo seletivo na Dibasa Elevadores é um exemplo. “Por existir o risco com a vida, precisamos ser bem rígidos no processo de seleção. Então exigimos o mínimo de cursos para poder contratar o profissional. Logo, quanto maior a qualificação, maior a chance de contratação”, explicou o diretor da empresa, Eduardo Costa.

    CUIDE DA SUA SAÚDE MENTAL!

    Além de buscar qualificação profissional, outra atitude importante enquanto procura um emprego é cuidar da saúde mental. A vendedora Julyane Cunha enfrentou esse problema quando estava atrás de uma oportunidade. “Em 2019 precisei me ausentar do mercado de trabalho para cuidar do meu filho que nasceu com uma doença rara. Em abril de 2020, voltei a procurar emprego, mas não era chamada para nenhuma entrevista. Apenas em novembro eu consegui ser contratada”, explicou Julyane, que atualmente trabalha na Collare Moda Feminina.

    Em um mercado de trabalho cada vez mais disputado, a qualificação profissional, como a que Joelma está buscando, se torna um diferencial na hora de conquistar um emprego. O processo seletivo na Dibasa Elevadores é um exemplo. “Por existir o risco com a vida, precisamos ser bem rígidos no processo de seleção. Então exigimos o mínimo de cursos para poder contratar o profissional.  Logo, quanto maior a qualificação, maior a chance de contratação”, explicou o diretor da empresa, Eduardo Costa.

    Além de buscar qualificação profissional, outra atitude importante enquanto procura um emprego é cuidar da saúde mental. A vendedora Julyane Cunha enfrentou esse problema quando estava atrás de uma oportunidade. “Em 2019 precisei me ausentar do mercado de trabalho para cuidar do meu filho que nasceu com uma doença rara. Em abril de 2020, voltei a procurar emprego, mas não era chamada para nenhuma entrevista. Apenas em novembro eu consegui ser contratada”, explicou Julyane, que atualmente trabalha na Collare Moda Feminina.

    MUDE O COMPORTAMENTO!

    Para diminuir essa ansiedade, algumas mudanças de comportamento são fundamentais. “Procurar por um trabalho requer muita determinação. Então é relevante você transformar essa busca no seu trabalho temporário, ou seja, se organize, estabeleça horário fixo para buscar vagas, para treinar para suas entrevistas e para dormir e acordar. Sempre tente estabelecer uma rotina, pois isso vai ajudar com que você esteja mais focado. Tudo isso, consequentemente, ajuda a diminuir os níveis de ansiedade e estresse”, explicou a psicóloga Giovana Capuano.

    INFORME-SE

    Para quem deseja conseguir um novo emprego, como Julyane, é necessário se manter informado do que acontece no mundo. “A gente tem visto nos processos seletivos a preocupação das empresas em ter profissionais com conhecimento mais amplo, para além das suas especialidades. Então o aumento no repertório é fundamental para quem está no processo de recolocação. E esse repertório é adquirido com a leitura e contato com informações adequadas, por exemplo”, afirmou Simony Braga, advogada especialista na área de Direito do Trabalho e Relações Sindicais do escritório Da Fonte Advogados.

    CURRÍCULO CLARO E OBJETIVO!

    O currículo deve conter uma linguagem clara e objetiva, e o trabalhador deve estar atento para selecionar o que é atrativo na sua trajetória profissional para não enchê-lo com informações desnecessárias. Uma dica é colocar os cursos feitos em instituições mais renomadas. Também é importante adaptar o currículo de acordo com a empresa e a vaga disponível, ou seja, customizar seus objetivos conforme a oportunidade. Outro conselho é inserir sua rede social profissional, pois amplia o acesso da empresa às suas informações.

  • Como retomar o hábito de leitura que você perdeu durante a pandemia

    Oi, gente, tudo bem?!

    No post de hoje vou falar um pouco sobre como podemos recuperar o hábito de leitura caso o tenhamos perdido durante a pandemia. O mesmo serve para se caso você o perdeu por conta de trabalho, estudos, correria, ok?!

    1. Não comece do zero
    Comece positivamente observando o quanto você já está lendo em sua vida, mesmo sem pensar a respeito. Mesmo que você não abra um livro há mais de um ano, lembre-se de que estamos em uma era de hiperletramento e nossos dias estão saturados de palavras. Você pode aproveitar isso.

    Você provavelmente flexiona seus músculos da leitura o dia todo, sem se dar crédito por isso. Reconhecer isso é um passo para escolher um conteúdo diferente, se é isso que você deseja, ou simplesmente considerar como você se envolve com os textos que já leu (mesmo que tenham geralmente 280 caracteres ou menos).

    2. Qualidade, não quantidade
    Priorize a qualidade da atenção que você está prestando às palavras. Ler bem é a prática de observar com atenção e com uma perspectiva informada — não é tanto o que você lê, mas como o faz.

    3. Perder a noção do tempo
    Além de não manter uma contagem dos livros lidos, tente notar como o tempo gasto lendo é diferente. Muitas pessoas presumem que ler leva tempo, exatamente o que falta à maioria de nós. No entanto, há outro elemento temporal mais sutil na leitura que tem mais a ver com a experiência cognitiva do próprio texto.

    Séculos podem passar em segundos e momentos podem se estender por eras. Jia Tolentino capta isso de forma brilhante em sua caracterização da leitura da obra de Margaret Atwood: “nada estava acontecendo, mas eu estava fascinada e com medo, como se alguém estivesse me mostrando a filmagem de um acidente de carro um quadro de cada vez”.

    4. Seja oportunista
    Você pode encontrar prazer em alguns breves momentos de leitura, e eles valem a pena pela experiência imersiva que trazem através do encontro com a linguagem, as imagens e as ideias. Não existe um ambiente ou local ideal para ler — faça-o sempre que puder e sempre que tiver algum tempo livre.

    5. Conecte e assuma o controle
    Escolha o que você lê e encontre maneiras de testar seus próprios textos para ajudar em sua pesquisa, em vez de depender de sites de recomendação. Esses sites geralmente não são tão objetivos quanto afirmam. Por exemplo, Goodreads, a rede social onde as pessoas podem compilar livros que leram ou gostariam de ler, bem como encontrar recomendações, é propriedade da gigante de vendas de livros Amazon.

  • Dicas para parar de procrastinar

    Olá, tudo bem?! Espero que sim! Hoje venho trazer para vocês algumas dicas de como parar de procrastinar! Vamos lá?!

    1. Dê o primeiro (micro) passo

    Fazer um pequeno primeiro movimento é uma estratégia apoiada pela ciência para vencer a procrastinação. O truque é definir uma meta baixa, “tão baixa que o hedonista em você, que prefere se sentir bem agora e lidar com coisas reais depois, não vai se negar”, diz o site.

    O psicólogo e diretor do Centro de Pesquisa sobre Procrastinação da Universidade de Carleton, no Canadá, Tim Pychyl, testou essa abordagem. As descobertas confirmaram sua eficácia: “uma vez que os alunos começaram, eles avaliaram as tarefas como menos difíceis e menos estressantes, e ainda mais agradáveis do que pensavam”, diz Tim.

    2. Gerencie suas emoções, não apenas seu tempo

    Acreditar que você deve esperar estar com bom humor para fazer algo é uma armadilha que pode levar à procrastinação. Joseph Ferrari, professor de psicologia na Universidade DePaul, nos Estados Unidos, descobriu que o pensamento “não estou com humor para cumprir a tarefa X” pode levar a um ciclo vicioso.

    3. Nomeie o problema: é mesmo procrastinação?

    Clarificar o que são casos de procrastinação e o que são apenas atrasos, que têm outro sentido, facilita o processo de visualizar a prática e gerenciá-la. “Rotular corretamente um atraso é importante, porque você não pode derrotar um inimigo se sua imagem dele for vaga ou estiver turva”, diz o Quartz.

    Categorizar os tipos de atraso é um das formas de parar de procrastinar, segundo estudiosos. Siga a seguinte classificação de especialistas de “atrasos”.

    Inevitáveis

    Quando o cronograma de uma pessoa está sobrecarregado ou uma crise relacionada a uma obrigação a tira dos eixos em questão de produtividade. De adrenalina Quando uma pessoa atrasa uma tarefa porque gosta da pressão de fazer no último minuto.

    De adrenalina

    Quando uma pessoa atrasa uma tarefa porque gosta da pressão de fazer no último minuto.

    Hedonísticos

    Quando uma pessoa escolhe fazer algo instantaneamente gratificante e prazeroso ao invés da tarefa que precisa cumprir.

    Devido a problemas psicológicos

    Como o luto ou outro estado de humor ou estado mental, seja crônico ou agudo.

    Propositais

    Quando uma pessoa precisa fazer uma coisa antes de cumprir a tarefa.

    Irracionais

    Que são inexplicáveis para o procrastinador e muitas vezes alimentados pelo medo e pela ansiedade.