Nosso ritmo – 11

Assim que voltei pra casa, tomei outro banho, e me sentei na mesa para tomar café de novo com as meninas. 
-Boatos de que esse seu bom humor é suspeito. –Brianna pigarreou. 
-Rumores de que esse sorrisinho tem dono. –Rose indagou, bebericando seu café.
-Qual problema de voces? 
-É, qual problema de voces? –Jane, minha melhor amiga, reforçou franzindo o cenho –Ela nao pode sair por um dia e encontrar o amor da vida dela? –Dei um tapa em seu braço –QUE? 
-Nao aconteceu nada, ok? Eu conheci o Dylan e ele foi bastante educado. Nada demais. 
-AAAH, EU SABIA! –Ariel se pronunciou também –Eu sabia, duh.
-Ok, sem essa galera. Amanhã me encontrarei com ele pra dançarmos. Profissionalmente. 
-Aham, claro. –Rose pigarreou olhando pra Brianna que me olhava com um sorrisinho nada convencido. 
-Voce quem fala né.. –Jane disse.
-Voce quem fala o que? –Trayce chegou colocando umas sacolas de supermercado na cozinha.
-Nada. –Levantei-me –Eu já conversei com Dylan e vamos amanhã 10 da manhã pro estúdio ok? Vou tomar sol, depois volto. 
Terminei meu café e logo Jane veio atrás de mim. Colocamos nossos biquinis e fomos pra praia em frente a nossa casa mesmo. 

 Chegando lá, arrumamos nossas cadeiras e ficamos horas no sol, conversando e as vezes entrando na agua, que por sinal estava bem gelada. Conforme era segunda de manhã, a praia estava bem vazia do que o normal e notei que só tinham umas crianças em volta, brincando com os irmãos e os pais –fingindo prestar atençao nelas-.
Quando notei que vinha em nossa direçao um grupo de rapazes conhecidos. 
E um deles, era Austin. E pra minha surpresa, Dylan também estava com ele.
-E-Ei, Stella! –Dylan me gritou, acenando e sorrindo e na mesma hora em que olhei em sua direção, vi que Austin abaixou a cabeça e depois olhou em direção a agua, evitando meus olhos.
-Ei! 
-Mais tarde vai ter um luau aqui, voce e as meninas poderiam vir, ein? 
-Voces vão estar lá? –Jane logo perguntou olhando pra ele e indicando com a cabeça pros outros rapazes (e Austin!) 
-Sim, acredito. –Deu de ombros –Mas, ahn.. Eu estou lhe convidando, então.. Posso passar na sua casa pra te buscar, se quiser. 
-Pra mim está ótimo. 
Percebi que na hora Jane olhou pra mim com cara de assustada, mas fingi que não vi e apenas assenti pra Dylan que também ficou um pouco surpreso com minha resposta. 
-OK. Passo as 20h?
-As 20h.
Ele voltou a falar e a caminhar com os meninos com um sorriso bobo no rosto pelo que percebi, e Jane me deu um beliscão assim que ele se afastou. 
-AI! Que é agora ein? 
-Voce ficou louca? –Sussurrou –Ele é AMIGO do Austin, e voce nao quer SAIR com um AMIGO do Austin. 
-Ele é amigo do Austin e também é meu AMIGO. Entendeu agora mocinha? 
-Mocinha, quem nao está entendendo as coisas aqui é voce! Tem noçao disso tudo Stella? Boa coisa nao vai dar.
-Jane, eu tenho que manter as coisas, ok? As relaçoes também. Só porque saí algumas vezes com Austin, nao significa que estou presa a ele pra sempre. Pare com isso. 
-Mas voce nao tá pronta pra outro relacionamento, Stella. Eu sinto isso.
-E quem disse que eu preciso de outro relacionamento pra seguir em frente? 
Jane apenas assentiu, voltou a colocar seus óculos escuros e ficamos em silencio por um tempo. Logo após resolvemos voltar pra casa por que o horário do almoço já estava chegando e ainda tínhamos que avisar as meninas sobre o luau. Que com certeza, ainda falariam muito mais do que Jane veio falar sobre Dylan. E sobre Austin, provavelmente. 


Eita..Esse luau vai dar o que falar!

Fiquem ligados, segunda feira que vem tem mais, até!

Besin, besin, Giulia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *